quarta-feira, 19 de abril de 2017

Depois das cinco

Certa vez vi um comercial da cerveja Brahma Zero cujo o tema era: "Antes das cinco, depois das cinco", a brincadeira começa com a divisão do nosso calendário AC/DC (antes e depois de Cristo) segundo o comercial, a humanidade está dividida em dois períodos de tempo AC/DC, antes das Cinco e Depois das cinco.

"Antes das cinco, o mundo trabalha, almoça e trabalha de novo; depois das cinco cada um faz o que bem entende"

Essa é a frase dita no comercial, um tema que achei interessante e me trouxe a reflexão: quem somos nós antes das cinco? quem somos nós depois das cinco?

É interessante observar essa mudança de comportamento, antes das cinco somos quadradinhos, seguimos uma rotina quase imutável, levantamos cedo para ir trabalhar, nos sujeitamos as regras das empresas, fazendo coisas para agradar nossos patroes, trabalhando para conseguir sustentar nossa casa, mas ao mesmo tempo trabalhando para outras pessoas; nem todos gostam de sua rotina, nem todos gostam do seu trabalho, apenas o fazem porque precisam. Depois das cinco a coisa muda, a sensação de liberdade, aí podemos ser nós mesmos, podemos fazer o que bem entendemos, podemos viver nossa vida de acordo com nossas vontades.

Talvez todos nós tenhamos um "Alter Ego", essas duas personalidades tão distintas não se relacionam, se antes das cinco somos submissos, pacientes e sempre com um sorriso no rosto (mesmo que falso),  depois das cinco deixamos a desejar, não temos a mesma paciência com nossa família, esposa (o), namorada (o), amigos como a que temos com nossos chefes, não temos a mesma prontidão em agrada-los e servi-los como a que temos com nossos chefes. Se em um sábado a noite seu chefe te liga pois precisa de você urgente, você vai e faz, mesmo contrariado; mas se um amigo te pede um favor, talvez não tenha a mesma atitude.

Quando o relógio marca 17:00 horas, não dá pra esconder a alegria de poder ir para casa, aquela sensação de liberdade, de poder fazer o que quiser, essa alegria e satisfação muitas vezes não é vista antes das cinco, trabalhar parece um fardo, um peso, há muitas pessoas infelizes antes da cinco, as horas parecem nunca passar, e ai é que todo stress do dia a dia é guardado e despejado quando chegamos em casa.

Precisamos equilibrar essas duas personalidades, trazer a alegria que sentimos depois das cinco e usar antes das cinco, valorizar nosso trabalho, ser feliz, assim teremos uma vida muito mais saudável. Precisamos usar a paciência e prontidão que temos antes das cinco e usar depois das cinco, com nossa família e amigos, assim teremos relacionamentos saudáveis e duradouros


Este é o desafio!                            
←  Anterior Proxima  → Inicio

mais lidas do mês

Tecnologia do Blogger.